Chapter 1: The New Beginning - 17/05/2015

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Chapter 1: The New Beginning - 17/05/2015

Mensagem por CChris em Dom Maio 10, 2015 8:17 pm


Main Event:

(ROH) Roderick Strong vs Jack Jester


Torneio Super Strong Style 16 

Round 1:

"The Villan" Marty Scurll  vs "The Pastor" William Eaver

Doug Williams vs Noam Dar

Paul Robinson vs Yujiro Kushida

Zack Sabre Jr. vs Will Ospreay
avatar
CChris

Mensagens : 71
Data de inscrição : 05/05/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chapter 1: The New Beginning - 17/05/2015

Mensagem por CChris em Dom Maio 17, 2015 1:09 pm

--O show começa no Elletric Ballroom, em Londres. O ultimo show antes da companhia partir em tour pelo país. Os fãs estão eléctricos (e bêbados) como sempre. O povo londrino espera energicamente pelo início daquele que será o primeiro show da nova era da PROGRESS Wrestling. A primeira coisa a destacar-se é a nova equipa de comentadores, Jim Smallman, antigo proprietário da companhia que acabou por vende-la a Christian Chris, e o lendário lutador da ECW, Tazz.
 
--Passado algum tempo, o novo proprietário da PROGRESS vem ao ringue, para dar começo ao show. Este recebe um forte aplauso vindo dos fãs da companhia. Este fala deste novo começo da companhia, explica como as coisas irão ser daqui para a frente, que quer elevar a PROGRESS a um novo nível e ainda falou do excelente trabalho que Smallman fez com a companhia durante os 4 anos que esteve a frente desta. Este também anuncia que o durante as próximas semanas irão se realizar as eliminatórias do Super Strong Style 16, um torneio que se rege pelo estilo da companhia, o Strong Style.
 
De seguida, Chris quer apresentar uma das novas contratações da Progress que, segundo este, vão ajudar a empresa a ir mais longe. O seu nome é… Jack Jester! Jester entra na arena, com uma grande reacção do público que conhece bastante bem o trabalho do lutador hardcore britânico. Jack dirige-se ao ringue, sempre com uma postura bastante seria, cumprimenta Chris e este passa-lhe o microfone para este falar. Mas antes de poder dizer alguma coisa, é interrompido por Jimmy Havoc e os Regression, que vêm ao ringue.
 
Havoc fala do nova era da empresa, manda bocas a Smallman e dá as boas vindas a Jack Jester, um velho amigo seu. Chris diz que conhece bastante bem o trabalho de Havoc e que está bastante impressionado pela grande evolução que esteve teve no ultimo ano e meio… mas que não vai deixar que este faça com ele o mesmo que fez com Jim. Havoc diz que as moscas mudam, mas a merda continua a ser a mesma.
 
Chris não tem medo de encostar a cabeça a Havoc e tem mesmo que ser Jester a separar os dois. Enquanto isto, a musica de Roderick Strong toca e este entra no pódio da entrada do recinto. Strong fala que, com o inicio do Super Strong Style 16, este não podia faltar a algo que é o seu “cara” (neste caso, nome). Havoc convida Strong em se aproximar e entrar no ringue, mas Strong recusa, uma vez que o resto dos Regression também estão por ali. Strong fala do crescimento que esta companhia tem tido e fala do combate que vai ter esta noite… contra Jester. Diz que Jester é um grande oponente, mas que quanto maiores eles são, maiores são as quedas.
 
Havoc manda Strong calar-se e diz que Jester está do lado dos Regression, por isso vai estar protegido no Main Event da noite. Jester faz cara estranha e diz que vai lutar contra Strong… sozinho! Chris interrompe a conversa e diz que as coisas têm que começar bem, por isso, todos os Regression estão banidos do ringside durante o combate do Main Event.
 
 
--Passamos agora para o primeiro combate da noite. “The Pastor” William Eaver vai enfrentar Marty Scurll na primeira ronda do SSS16.
Eaver entra, com a sua roupa católica e uma biblia sagrada na mão. Ele entra no ringue e agarra num microfone para fazer uma promo. Este fala dos novos ventos que se aproximam e que Deus está atento a todos os pecadores. Os fãs começam a vaiar e a insultar Eaver e este irrita-se com estes, dizendo que Nosso Senhor vai castiga-los e manda-los para o inferno por todos os seus pecados.
Scurll entra e acaba por interromper a promo de Eaver, ao que o publico agradecer e reage de forma bastante agradável. “The Villain” entra com o seu casaco de peles comprido, os seus óculos de sol redondos e negros e o seu chapéu de chuva, também ele negro. Marty entra no ringue e o combate inicia imediatamente com um ataque de Eaver.
O Pastor controla maior parte do combate, com grande agressividade e sempre com grande interacção com o publico, usando muito a “palavra de Deus” contra estes. Scurll consegue aproveitar-se de uma destas distracções de William e dar a volta ao combate, ficando por cima o resto deste, com moves bastante atractivas. No final, Eaver tenta dar uma reviravolta ao apanhar na sua Biblia e a tentar acertar em Scurll, mas este desvia-se a prende o seu finisher, o Crossface Chikenwing, em Eaver, para este desistir.
Marty passa assim a próxima ronda do torneio.
 
 
--Depois do combate, passamos à zona de entrevistas onde está Jeremy Borash com outra contratação da Progress, Yujiro Kushida. O lutador japonês ainda não tem o melhor dos ingleses, mas nota-se que este esforça-se para tentar falar a língua. Este fala da nova experiência que é lutar no Reino Unido, do estilo inglês, que é bastante técnico, e do que pretende alcançar o na companhia. Durante a entrevista, os campeões de equipas, London Riots, James Davis e Robin Lynch, passam por Kushida, lentamente, olhando para o nipónico com ar de desprezo. Kushida nunca desvia o olhar dos dois lutadores, confrontando-os. Estes desaparecem da imagem e a entrevista acaba.
 
--Passamos para outra parte da zona de entrevistas, onde está a nova entrevistadora da Progress, Alexa Bliss, com o vencedor do primeiro combate do SSS16, Marty Scurll. Marty ainda está visivelmente cansado depois do combate que teve com Eaver, mas mostra-se bastante contente com a vitória. Este diz que pretende chegar à final do torneio. Scurll fala da horrível lesão que teve que ia acabando com a carreira deste, mas que agora que voltou à competição está pronto para chegar ao topo do wrestling inglês. O “Party” Marty morreu no período em que Scurll teve a recuperar da lesão e o “The Vilain” nasceu das cinzas deste.
Neste momento, “The Pastor” William Eaver vem por trás de Scurll e acerta-lhe com a sua Bíblia em cheio da nuca, deixando Marty inconsciente no chão. Eaver começa a citar frases da bíblia e diz que Deus irá julgar Scurll por todos os seus pecados e que este vai-se arrepender.
 
--De seguida, temos o segundo combate da noite, a contar para o SSS16. O combate é o jovem de 21 anos e uma das sensações do wrestling mundial, Noam Dar, contra o experiente Doug Williams.
O combate mostra-se bastante equilibrado, com Noam a mostrar os seus dotes atléticos e Doug a mostrar a sua incrível técnica. Existiram vários momentos em que a experiência de Williams prevaleceu sobre a excentricidade de Dar e isso notou-se bastante no inicio do combate, onde os dois lutadores optaram por começar com chin wrestling, e a meio deste, com Doug a efectuar bastantes reversals às moves do jovem israelita.
O combate termina quando Noam tenta uma manobra bastante arriscada da Top Rope, mas Doug consegue desviar-se e aplicar o Chaos Theory.
Doug Williams passa assim a próxima fase do torneio.
 
--A câmara muda agora para os balneários, mais especificamente, para o balneário de Jack Jester. Jeremy Borash entra no balneário para entrevistar o lutador hardcore. Jester afirma que vai combater sozinho e que não está de nenhum lado, sem ser o dele próprio. Ele diz que veio para a Progress com apenas um objectivo, provar que é o melhor da companhia e, por isso, no próximo show, ele vai participar no SSS16. Este também afirma que não está com os Regression, apesar de ter uma grande amizade com Jimmy Havoc.
 
--Voltamos agora para a arena e a câmara foca os comentadores enquanto eles comentam os recentes acontecimentos. De repente, alguns distúrbios parecem estar a acontecer na zona do publico mais junto ao ringue. Um suposto fã consegue fugir à segurança quando toda a gente se apercebe que aquele não era um mero fã… era Christian Cage da Global Force Wrestling!
O conceituado lutador, que já esteve em companhias como TNA e WWE, agarra num microfone e está pronto para falar. Parece que os seguranças receberam informações para deixar Christian falar à vontade.
Christian diz que está ali porque este é o sitio “mais quente” da Europa neste momento. Cage afirma que quer revitalizar a carreira, que esta tem andado parada nos últimos anos, muito por culpa das pessoas erradas estarem à frente das grandes companhias. Ele diz que a partir de hoje, Christian vai mostrar finalmente aquilo que é capaz de fazer e que pode começar já hoje, lutando em frente de todos os fãs da Progress Wrestling.
Neste momento, os fãs ficam bastante excitados com a ideia de Cage, mas Christian Chris, o dono da PROGRESS, vem ao stage dizer que, apesar de ser uma honra ter Christian num show da companhia, o card já estava feito e um combate não poderia ser adicionado assim a meio do show.
Cage diz que aquilo é apenas “corporate bullshit” e que ele queria combater diante dos fãs. Chris pede ao canadiano para se retirar do ringue para que o evento possa continuar, mas este recusa-se. Sendo assim, o Boss da Progress manda alguém retirar Cage do ringue e é Shane Douglas, Road Agent da empresa, que aparece para retirar Christian do ringue. Douglas tenta a força arrastar o “Captain Charisma”, mas este não gosta disso e desata a porrada com o “Franchise”. Os dois envolvem-se num segmento de pancadaria bruta até que são separados pelos seguranças.
 
--As câmaras, a mandato de Chris, mudam agora para o Backstage onde podemos ver Doug Williams com Jeremy Borash. Doug fala da sua vitória contra Noam Dar, elogiando o jovem lutador mas dizendo que ainda tem muito a aprender para poder chegar ao nível de grandes figuras, como ele. Doug diz que, mesmo já tendo uma idade algo avançada para o desporto, ele pretende ganhar o torneio e o titulo, mostrando que nunca é tarde demais para se mostrar o quão bom se é em ringue.
Agora é Noam Dar que aparece na zona de entrevistas, ficando cara a cara com Doug. Dar estende a mão a Williams, mas este recusa-se a apertar a mão, dizendo para este voltar quando tiver feito alguma coisa de relevo, e de seguida, vai-se embora, deixando Noam plantado.
 
--Depois da rixa que tivemos ainda agora, voltamos à arena onde tudo está mais calmo. Avançamos agora para o próximo combate da noite, onde vamos ter o membro dos Regression, Paul Robinson, contra a sensação, Yujiro Kushida. Este combate é a contar para o SSS16.
Paul Robinson entra para uma reacção bastante hostil por parte da plateia, tendo o publico todo voltado as costas para Robinson e levantado os braços com o dedo do meio esticado. Paul, ao entrar, retribui da mesma forma.
Robinson fica no ringue, há espera que Kushida entre, até que finalmente, toca a sua musica. O publico da Pogress está bastante excitado para ver a nova estrela da companhia… mas Kushida não aparece há chamada. A musica é tocada mais uma vez e… Yujiro continua sem aparecer. Paul Robinson exige que lhe seja dada a vitória por falta de comparência e o arbitro, por muito que lhe custe, concorda.
Robinson passa assim a próxima fase do SSS16.
 
--A câmara, neste momento, passa para o backstage onde conseguimos ver uma grande agitação. Estamos a porta de um balneário e, de repente, vemos os London Riots a sair de dentro deste, com um sorriso na cara. A camara trata de entrar dentro do balneário e podemos ver Kushida neste, estendido no chão, inconsciente. Vários médicos aparecem e as câmaras são retiradas do local.
 
--A imagem passa agora para outra zona do backstage, o balneário de Jack Jester. Podemos ver o lutador a fazer alguns aquecimentos para o combate de mais logo à noite, até que aparece Roderick Strong. Os dois encaram-se por uns momentos, até que Strong decide falar. Este diz que está ali para lutar justamente e que espera que Jester faça o mesmo, pois acredita que este vale mais que o “scumbag” chamado Havoc. Jester diz que apesar de tudo, Jimmy é seu amigo, mas que não quer que este interfira no combates dos dois mais logo e acaba dizendo que Strong vai acabar o show deitado no meio do ringue. Strong ri-se a abandona o balneário.
 
--Passamos agora para a zona de entrevistas, onde temos Paul Robinson. Alexa Bliss está com o terceiro homem a passar à segunda ronda do torneio. Este diz que os Regression farão tudo o que estiver a seu alcance para garantir que Havoc fica com o titulo por muito tempo. Os Regression são quem manda na companhia, nunca foi Jim Smallman nem sequer é Christian Chris. Ele garante que vai ganhar o torneio, mostrar a dominância do grupo e se for preciso, vai arruinar a Progress com um novo “Fingerpoke of Doom”!
 
--O próximo combate é Zack Sabre Jr e Will Ospreay e é o ultimo combate da noite a contar para o SSS16. Os dois lutadores são bastante apoiados pelo publico, sendo dois dos favoritos do publico e duas pratas da casa. Os dois cumprimenta-se no inicio do embate, mostrando um enorme respeito um pelo outro.
Os dois fazem o combate da noite, bastante técnico e rápido, com moves bastante excitantes e spots magníficos que levam os fãs à loucura. Sabre Jr passa o combate todo a trabalhar o braço direito de Ospreay, de modo a quando aplicar o seu finisher, o Armbar, este seja bastante efectivo. Ospreay passa o combate a tentar escapar a ofensiva de Zack e a tentar cansar o “Super Rookie”.
O combate acaba quando os dois homens estão em cima do canto do ringue, correndo alto risco de caírem tanto para dentro do ringue como para fora. Zack Sabre, numa tentativa de desespero, joga-se para dentro do ringue, trazendo Ospreay consigo e, com a ajuda do impacto, consegue fechar a sua submissão, o Armbar, para Will desistir e Sabre ganha assim o combate.
Zack Sabre Jr passa assim a próxima faze do torneio e os dois lutadores levantam as mãos um ao outro no final do combate.
 
--A camara muda para o backstage, onde estão os Sumerian Death Squad, no bar da arena, a fazer uma competição de cerveja, um com o outro. Ambos já beberam alguns litros e estão num estado alcoólico algo avançado para uma pessoa normal, mas os dois holandeses já ganharam alguma resistência ao álcool com o passar dos anos.
Os London Riots, os actuais campeões de Tag Team da Progress, aparecem por perto dos SDS e começam a gozar com estes pelo estado em que estes estão. Tommy End e Michael Dante dizem, com alguma dificuldade, que os London Riots são uns “pussys” e que eles irão lhes tirar os títulos em breve. Tommy End até diz que vai participar no SSS16 e vai derrotar o campeão Jimmy Havoc, para destruir os Regression e expulsa-los da Progress Wrestling.
Os London Riots riem-se na cara dos Holandeses até que estes lhes atiram com cerveja para cima e bastantes pessoas que estavam no local intervêm rapidamente para não haver confusão.
                                                                              
--Estamos novamente no balneário de Jack Jester. Este encontra-se a dar os últimos toques no seu gear para se dirigir para o ringue, pois o seu combate está quase a começar. Havoc aparece e os dois cumprimenta-se. Havoc fala sobre a grande amizade que os dois têm e diz que está a contar com Jester para os Regression. Jester diz que aprecia o “convite” mas que ele quer chegar ao topo sozinho. Havoc diz que no topo… está ele, e se Jester quiser chegar lá, tem que fazer as escolhas certas.
Jimmy abandona o balneário e deixa Jester a pensar.
 
--Passamos agora para o escritório de Christian Chris. Este teve uma noite bastante agitada, mas finalmente, esta está quase a acabar. Depois de muito esforço e dedicação, Chris consegui-o realizar o seu primeiro show da Progress e este sente-se bem por isso.
Alguém bate a porta do seu escritório mas, sem esperar pela autorização, entra de seguida. É o “The Superatrattion” Mark Haskins. Este entra com toda a sua excentricidade, a dizer que é uma estrela de nível mundial e que por isso, acha um ultraje não ter estado bookado para comparecer no primeiro show da Progress. Chris diz que todos terão a sua oportunidade de aparecer. Haskins não fica satisfeito e exige um combate no SSS16.
Neste momento Chris começa a ficar algo irritado por Mark estar a fazer exigências mas este controla-se, dizendo que Haskins já tem combate marcado para a semana, para o torneio SSS16. Haskins sorri e, antes de sair do escritório, pergunta contra quem será. Chris responde… contra Tommaso Ciampa!
Haskins parece ter perdido o sorriso e Chris ri.
 
--Pela ultima vez esta noite, passamos para a zona de entrevistas onde está Jeremy Borash com Zack Sabre Jr. Zack fala sobre participar no torneio, que pretende chegar à final como qualquer um dos participantes. Ele diz que as pessoas têm-lhe chamado de “Super Rookie” durante anos, mas que ele quer mostrar que já não é nenhum rookie e que está pronto para dar o próximo passo, que será ganhar o titulo da Progress. Fala ainda do facto de ter tido imensas participações em todo o mundo e diz que está bastante contente por ter a opurtunidade de se mostrar em outros lugares, mas que o sitio onde está 100% focado é na Progress, o sitio que o viu crescer.
 
--As camaras mudam agora para a arena, onde vamos ter o ultimo combate da noite.
Jack Jester entra para uma reacção mista do publico, mas este pouco se importa com isso. De seguida, Strong entra para uma forte ovação da plateia.
O combate começa com os dois a fazerem um lock-up no meio do ringue e a fazerem um teste de força. Jester consegue sair por cima com alguma facilidade, mostrando ao americano que não está aqui para brincadeiras.
Os dois acabam por ter um combate bastante físico, com várias powermoves e tendo este se estendido para fora do ringue e tudo. Há uma parte em que Roderick Strong joga-se num Suicide Dive para tentar acertar em Jester, mas este consegue apanhar o americano a meio do ar, polo em posição de Suplex e executar a manobra no chão da arena, para o público ir à loucura.
No final do combate, Jack Jester tenta ir para o seu finisher, o Piledriver. Jester faz o lift-up a Strong, mas este, com alguns espernear, consegue escapar do move e ficar outra vez na posição de cabeça-entre-pernas. Roderick levanta agora Jack para aplicar um Alabama Slam e, com a ajuda do impacto, vira Jester para aplicar o seu Strong Hold!
Jack Jester vê-se aflito no meio do ringue, até que os Regression acabam por invadir o ringue e atacar Strong, de forma a o combate acabar com uma vitória de Strong por DQ.
 
O show acaba com os Regression a atacarem Roderick Strong e a deixarem este estendido no ringue depois de cada um dos membros aplicar o seu finisher a este e o líder do grupo, Jimmy Havoc, ter destruído Roderick com a sua cadeira de metal cor-de-rosa.
Durante este tempo, Jester está encostado a um dos cantos, sem agir ou fazer nada. Os outros tentavam incentivalo a participar mas este resucava-se.
Todos os membros dos Regression ficam de braços estendidos no ar e Strong estendido no chão, coberto de sangue. O show acaba com esta imagem

_________________
avatar
CChris

Mensagens : 71
Data de inscrição : 05/05/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum